Terceiro andar

fomos nós
foz de primícias e mênstruo
por convicção iguais
idênticas fatais
exímias de suicídio éter urinol
tramar escândalo de carícia
sevícia sândalo
lacrar na sentina cutícula
resina ruína
mútuas sinas de educar seios túmidos
úmidos de unguento

ó foges no trajeto de corvo
(ele não diz que me ama
mas é leal)
estorvo estupro
para alçar-te no voo
do antegozo pressional

no terceiro andar
diagonais de suspiro
sigilo surto
resquícios de amor grávido
ávido de ruídos
rígidos de mar
como delatar todo molejo
vicioso de nós


Contos & Poemas da Zona Oeste — 1ª Coletânea, Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, RJ, 1992